Whatsapp 13 99208-1607 | Mail: dpantunes@danielpenteado.com.br



José Carlos Martins da Silva | Mestre Martins | Rio de Janeiro - 1948


Nasceu em 26 de abril de 1948, na cidade do Rio de Janeiro e foi batizado com o nome de José Carlos Martins da Silva. Com a infância pobre e como moradora do Morro do Alemão, aprendeu a valorizar as pequenas coisas da vida e as grandes amizades.

Na adolescência mudou-se para a Rua Wandenkolk, no bairro de Ramos, e passou a se interessar por atividades físicas ao mesmo tempo em que trabalhava e estudava. Possui como formação acadêmica o segundo grau completo e alguns cursos como inglês e informática (mais tarde). Na década de sessenta passou a praticar defesa pessoal e capoeira.

Na capoeira aprendeu os primeiros passos com Mestres Deraldo, Manoel, Zé Grande (Grupo Bonfim de Capoeira) e Mestre Vilmar, no Museu Histórico Nacional. Fundou o Grupo Capoeira Martins em 1968 e inaugurou a Academia oficialmente em 19 de Julho de 1970, num espaço cedido pela Sra. Dolores Moreira de Aguiar, proprietária do terreno. A quadra recebeu o nome de Vovó Dolores em homenagem a esta senhora já falecida.

Nos quarenta anos de exercício da capoeira já participou de diversas bancas de mestres, realizando palestras em universidades e escolas. Fundador da Federação de Capoeira do Estado do Rio de Janeiro e da Federação de Capoeira Desportiva do Estado do Rio de Janeiro, Presidente do Conselho de Mestres e Diretor Cultural da Federação de Capoeira Desportiva do Estado do Rio de Janeiro.

De 1980 até abril de 2000 o Grupo Capoeira Martins participou de 60 competições aproximadamente, tendo vencido 90% destes, classificando-se em primeiro lugar no ranking da Federação de Capoeira Desportiva do Estado do Rio de Janeiro. Trinta Mestres foram formados pelo Mestre Martins e mais de 20.000 alunos já tiveram a oportunidade de treinar no Grupo Capoeira Martins nestes 30 anos de existência. Agraciado com o Título de Amigo de Ramos, dado pelo Social Ramos Clube, a todos que prestam serviços relevantes à comunidade, Mestre Martins foi homenageado pelo SESC de Ramos pelo mesmo motivo e recebendo três Moções Honrosas, sendo duas da Cidade do Rio de Janeiro e outra de Niterói.

Mestre Martins recebeu o cordel Branco/Verde da comissão constituída pelos mestres mais antigos como Arthur Emídio, Celso, Mintirinha, Mendonça e muitos outros famosos que guardamos com muito respeito. Não havia graduação até 1972 quando foi criado o Regulamento Técnico da Capoeira tendo o Mestre Mendonça como um incansável na criação do regulamento. As duas primeiras graduações foram do grupo Senzala e da atual FCDRJ (Na época Federação de Pugilismo).

Dentro da Capoeira, Mestre Martins respeita todos os Mestres principalmente os mais antigos, tendo pedido permissão ao Mestre Arthur Emídio para receber o Cordel Branco e cita um grande ídolo que foi Mestre Djalma Bandeira.

Neste dia tão importante com certeza estiveram presentes os Mestres cordel branco Arthur Emídio, Mentirinha, Celso, Mendonça, Baiano, dentre outros, quando o Presidente da Federação de Capoeira Desportiva fizeram à entrega do Diploma de Mestre cordel branco e os alunos formados colocaram na cintura de Mestre Martins a graduação máxima da capoeira.Para conseguir completar 30 anos ensinando Capoeira, é importante agradecer as pessoas que acreditaram no trabalho e as pessoas que fizeram parte destes, direta ou indiretamente.

Mestre Martins é grato a sua aluna Siomara, que atualmente esta na graduação de Mestre, ao pessoal ao apoio (minha mãe Dona Maria), Minha Irmã Rejane, Simone, Selma, Dona Suely, Glorinha, Antonio, Gil e aqueles que sempre contribuíram para o sucesso do Grupo Capoeira Martins, como Dadinho, Cachimbinho, Juarez, Sandra, Dica, Fathal, bem como a força da torcida como Cinara, Tuca, Lili, Anderson, Solange, e muitos outros.




Todas as Fontes Internet

Volta a Biografia

Volta ao Topo



Comentários e Sugestões

foxyform
Pesquisar No Site


Video Mestre Martins

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player