Whatsapp 13 99208-1607 | Mail: dpantunes@danielpenteado.com.br



Mário | Mestre Mario Buscapé | Bahia - 1934


Mestre Mário "Buscapé" nasceu em 17 de Julho de 1934 em São Francisco do Conde – BA e começou a aprender a arte da capoeira aos 8 anos de idade com mestre Dendê e mestre Bidel, chegou ao Rio de Janeiro em 1951, aos 17 anos e saiu em 1957 de navio, onde retornou a sua cidade natal.


No Rio de Janeiro mestre Mário foi mestre dos mestres "Zé Grande" e "Deraldo", que em 06 de janeiro de 1953, fundaram a Associação Cultural Bonfim, onde aos 12 anos, mestre Gary, formado como mestre 22, começou a prática da capoeira.


O Grupo de Capoeira Liberdade vem de uma linhagem antiga, sua capoeira é de raiz, como pode ser visto em nossa árvore genealógica, mostrando a linhagem de mestres até chegar ao nosso mestre titular. E dele, os mestres que foram formados e que, se formos acrescentar aqueles que formaram seus mestres abaixo, teremos muito mais.


Na árvore ao lado temos Mestre Besouro encabeçando a lista, em seguida mestre Bidel, mestre Dendê que ensinou a mestre Mário "Buscapé", os mestres ´"Zé Grande" e "Deraldo", que ensinaram a mestre Gary, ou como era conhecido, mestre 22, que ensinou e formou à Mestre Lébio, Mestre Rui charuto, mestre Mão de Onça, mestre Toinho, Mestre Elias e Mestra Marly "Malvadeza".


Versão 2


Mestre Buscapé, nascido na estrada que da acesso a Maracangalha pertencente a São Sebastião do Passé - Ba.


Chegou à São Francisco do Conde no período de 1956,foi empregado da Usina Dom João,da Sociedade Anônima Tourinho Agrícola e Industrial, Já na quela época encontrava-se Mário, nas fazendas Engenho Novo, Guaiba, e São José do Quicengo.


Ele que trabalhava na agricultura ou cultivo de cana de áçúcar. Tempo depois, Mário se mudou para Salvador,Foi aluno do mestre Dendé e mestre Dendé foi aluno de mestre Bizoro.


Com 21 anos foi servir ao exercíto brasileiro após servir foi para o Rio de Janeiro, casou-se e fundou a Cademia Bomfim.E quando retornou era um exímio capoerista e daí começou a ensinar o que aprendêra à molecada de São Francisco do Conde.


Só poucos amigos, na época lhe apoiavam e vale apena lembrar alguns: O Sr. José Carlos de Oliveira(Zeca Franco), José Ângelo Ferreira (Chumbinho), Augusto Cezar da Rocha (Guth) e outros, não recebia patrocínio, nem apoio do poder público porque a capoeira era conhecida como "coisa de negro" e a discriminação imperava.




Todas as Fontes Internet

Volta a Biografia

Volta ao Topo



Comentários e Sugestões

foxyform
Pesquisar No Site


Video Mestre Buscapé

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player